Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/11/18 às 13h19 - Atualizado em 8/11/18 às 15h42

Sistema Eletrônico de Informações já criou 8,8 milhões de documentos

No governo do DF, 132.797 servidores e colaboradores utilizam o SEI para dar entrada em processos e acessá-los

 

Sistema Eletrônico de Informações (SEI) acabou com a burocracia quando um servidor deseja marcar férias, pedir abono ou dar entrada no processo de licença médica ou maternidade, por exemplo. A ferramenta de gestão de processos substitui pastas e arquivos físicos por documentos on-line.

 

Implementado de novembro de 2014 a junho de 2018, o sistema atua como facilitador dos servidores junto aos departamentos de gestão de pessoas. Entre mais de 200 funções, é possível, de maneira simples, solicitar:

  • Abono de ponto
  • Adicional de qualificação
  • Formulário de consulta ao órgão central de gestão de pessoas (Sugep)
  • Férias
  • Gratificação de titulação
  • Gratificação por habilitação
  • Licença-maternidade
  • Licença-paternidade
  • Licença-maternidade/paternidade por adoção
  • Licença-prêmio por assiduidade
  • Substituição de cargo

 

Antes do SEI, quando um servidor da Secretaria de Saúde lotado em Ceilândia, por exemplo, iniciava o procedimento para pedir férias, precisava passar por uma série de etapas para protocolar o período de descanso.

 

O gerente de Protocolo-Geral da pasta, Charles Franco, conta que era necessário pegar o documento impresso, preenchê-lo e levá-lo ao setor de recursos humanos (RH). O funcionário enfrentava fila, e a espera pela resposta podia levar seis dias. Se o documento fosse para o local errado, demorava o mesmo tempo para voltar.

 

“Hoje, posso abrir o processo de onde estiver e encaminhar ao RH. A mudança nos garante mais conforto”, ressalta Franco.

Para se ter uma ideia, a Secretaria de Saúde é o órgão com mais unidades no governo local: 1.675 espalhadas pelo DF. Nelas trabalham, ao todo, cerca de 35 mil funcionários. Com o SEI, se um servidor tiver uma chefe que atua em outro local, pedidos de férias podem ser resolvidos entre os dois, via sistema, em menos de um dia.

 

No governo do Distrito Federal, 132.797 servidores e colaboradores utilizam o sistema para dar entrada em processos e acessá-los. Até para nomeação e exoneração, o procedimento precisa ser iniciado pelo SEI, para depois ocorrer a publicação no Diário Oficial do DF.

 

Até segunda-feira (5), 2.120.048 processos foram iniciados na plataforma, com 8.864.564 documentos criados em todas as esferas do governo.

 

Entre as principais características e facilidades do SEI estão:

  • portabilidade, acesso remoto e controle de níveis de acesso
  • tramitação em múltiplas unidades
  • monitoramento de funcionalidades específicas, como controle de prazos e tempo do processo

 

Além disso, várias unidades podem ser demandadas simultaneamente, conferindo acesso somente às áreas envolvidas ou a usuários específicos.

 

No Brasil, mais de 100 órgãos federais, estaduais e municipais já utilizam o SEI para a gestão de documentos eletrônicos, além de outros 250 órgãos nos quais ele está em processo de implementação.

Corpo de Bombeiros implementou projeto-piloto do SEI em 2014

O Corpo de Bombeiros Militar foi o primeiro órgão a receber o sistema, como projeto-piloto, em novembro de 2014. A corporação reduziu o uso de papel em 80%.

 

Em 2016, a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão tornou-se o órgão central de implementação no âmbito do DF, responsável por treinar servidores e iniciar o processo em todo o governo.

 

Texto: Agência Brasília 

Foto: Toninho Tavares / Agência Brasília