Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/05/18 às 18h16 - Atualizado em 29/05/18 às 13h39

Escola de Governo capacita servidores em Libras

COMPARTILHAR

A Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão, por meio da Escola de Governo, em parceria com a Secretaria de Educação, vai capacitar servidores do Governo de Brasília para atuarem como interlocutores na comunicação e na interpretação da Língua Brasileira de Sinais (Libras).

 

O objetivo dessa ação é habilitar servidores para atenderem pessoas surdas ou com deficiência auditiva nos diversos órgãos e entidades do Poder Executivo do Distrito Federal.

 

O curso tem início previsto para junho de 2018 e é fruto da Portaria Conjunta no 31, de 17 de maio de 2018 e cumpre com as disposições legais de inclusão e em atenção ao atendimento e comunicação entre as pessoas, sejam surdas ou ouvintes.

 

Além disso, a portaria traz um chamamento para servidores efetivos da administração pública, já habilitados, que queiram ministrar o curso de Libras, na Escola de Governo do DF.

 

A ação garantirá que o Governo cumpra a Lei no 10.436, de abril de 2002, que determina que as instituições públicas e as empresas concessionárias de serviços públicos de assistência à saúde devem garantir atendimento e tratamento adequado aos portadores de deficiência auditiva.

 

Público-alvo do curso

 

O curso é voltado para os servidores da administração pública do Distrito Federal que queiram atuar como interlocutores em Libras no exercício da atividade pública, em atendimento a pessoas surdas ou com deficiência auditiva.

 

O objetivo da capacitação é garantir o percentual mínimo de cinco por cento dos servidores e empregados públicos na interpretação da Libras nos órgãos da administração pública distrital a fim de atender ao público de pessoas surdas ou com deficiência auditiva nos serviços prestados.

 

Quem pode ser instrutor?

 

Os servidores estáveis regidos pela Lei Complementar no 840/2011 ou requisitados junto a municípios, estados e União, conforme disposto nos artigos 2o e 11 do Decreto no 33.871/2012, interessados em participar do Banco de Instrutores presenciais da EGOV devem comprovar experiência acadêmica ou prática com o tema e participar do processo seletivo, já disponível no site da EGOV, por meio do link http://egov.df.gov.br/cursos-presenciais-2/.